Brasil bate Suíça e se classifica para as oitavas da Copa do Catar
Amanhã será ponto facultativo nos órgãos federais sediados em Brasília
Índices de confiança do comércio e serviços caem em novembro
Termina hoje prazo para mesário justificar ausência no segundo turno
IGP-M registra queda de preços de 0,56% em novembro, diz FGV

Em despedida, Michael se declara: ‘Me entreguei para o Flamengo de corpo, alma, espírito e coração’

Lance

Lance Lance

Nesta quinta-feira, depois de oficializar a venda de Michael ao Al Hilal, o Flamengo publicou uma entrevista de despedida do Robozinho. À Fla TV, o jogador falou sobre críticas, destacou a entrega dentro de campo pelo Rubro-Negro e também comemorou o carinho da Nação.

> Novo uniforme 1 do Flamengo tem imagem vazada; veja o modelo

Ainda não é assinante do Cariocão-2022? Acesse www.cariocaoplay.com.br, preencha o cadastro e ganhe 5% de desconto com o cupom especial do LANCE!: GE-JK-FF-ZSW

– O torcedor é como eu, se você jogar mal, vou te criticar. Se você for bem, vou te elogiar. As pessoas só tem que entender que quem muda uma crítica ou elogio é quem está jogando. Se a gente jogar bem, vai ser elogiado. Se jogar mal, vai ser criticado. Faz parte da vida. Ninguém é perfeito, a gente sabe, mas o que o torcedor mais quer é raça, determinação e compromisso – disse Michael, que ainda completou.

– Acho que, da minha parte, isso nunca faltou. Da habilidade às vezes não vai? Não vai, mas vamos na força, vamos na vontade. Então, eu me entreguei para o Flamengo de corpo, alma, espírito e coração. Isso aqui é a minha casa, porque passava mais tempo aqui do que na minha própria casa. Sempre me dediquei. Me dediquei pelo salário e pelo clube? Também, mas me dediquei porque eu amo e porque eu tinha que retribuir o carinho do torcedor – concluiu.

Michael chegou ao Flamengo para a temporada 2020, após os cariocas vencerem a concorrência no mercado. Assim, por 7,5 milhões de euros (R$ 34,5 milhões na cotação da época), tirou o jogador do Goiás.

> Veja a tabela do Cariocão

O atacante, revelação do Brasileirão de 2019, tardou a se encaixar, passou pelas mãos de Jorge Jesus, Domènec Torrent, Rogério Ceni e Renato Gaúcho e só foi deslanchar do meio de 2021 para frente.

Ele encerrou o último ano o ano como um dos nomes mais decisivos do time, com 19 gols e dez assistências. Ao todo, Michael somou 105 jogos pelo Flamengo, com 23 gols e 14 assistências.

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *