Fies: pré-selecionados devem enviar informações até esta sexta-feira
Pesquisa aponta redução de 404 mil trabalhadores no comércio em 2020
Pesquisa delineia possibilidades para um segundo turno no DF
Caso seja reeleito, Ibaneis pretende manter modelo do Iges-DF
Movimentação de cargas cresce 2,3% no trimestre no Porto de Santos

Discussão com Hulk e duelos com Jorge Jesus: conheça Vítor Pereira, novo técnico do Corinthians

Lance

Lance Lance

Após 17 anos, o Corinthians volta a ter treinador estrangeiro. Na manhã de quarta-feira (23), o clube anunciou a chegada do treinador português Vítor Pereira, de 53 anos e que assinará contrato até o final de 2022. A tendência é que sua estreia seja contra o São Paulo, no Morumbi, no dia 5 de março, pelo Paulistão.

> GALERIA – Veja todos os técnicos estrangeiros na história do Timão

Nascido em Espinho, cidade de aproximadamente 30 mil habitantes em Portugal, o técnico de 53 anos já passou por clubes como Porto, Fenerbache, Shanghai SIPG, Al-Ahli, Olympiacos e 1860 Munchen. Ele conquistou oito títulos na carreira, sendo campeão português duas vezes.

Aprendendo com André Villas-Boas

Vitor teve uma carreira de pouca expressão como jogador, tendo atuado por equipes semi-amadoras em Portugal e se aposentado em 1996. Ao fazer a transição para ser treinador, integrou comissões técnica de equipes de pequeno porte em seu país, como o Santa Clara.

Sua carreira começou a decolar em 2010, quando passou a temporada sendo assistente técnico de André Villas-Boas no Porto. Após faturar quatro títulos no ano, incluindo a Liga Europa, Villas-Boas rumou para o Chelsea, e Vitor foi o escolhido para ser o treinador da equipe.

Ele não conseguiu atingir o carisma de seu antecessor, sendo criticado pela torcida por praticar um futebol burocrático, mas fez um sólido trabalho no Porto, sendo bicampeão português e perdendo apenas um dos 60 jogos no Campeonato Português.

Duelos com Jorge Jesus

Em sua jornada no Porto, ficou marcado pelos duelos com Jorge Jesus, sonho antigo da diretoria do Corinthians, mas que foi vetado pela alta pedida salarial, bem como o desejo do ex-técnico do Flamengo em não assumir clubes até maio.

> TABELA – Confira e simule os jogos do Corinthians no Paulistão

O duelo mais emblemático entre os dois foi na temporada 2012-2013, quando o Benfica de JJ liderava o campeonato nacional na reta final, com um ponto de distância para o Porto. As equipes se encontraram na penúltima rodada, e o brasileiro Kelvin fez o gol que sacramentou a vitória por 2 a 1 do time de Vítor Pereira, que veio a ser bicampeão.

Mandado de prisão na Grécia

Quando deixou o Porto, em junho de 2013, se transferiu para o Al Ahli, da Arábia Saudita, onde ficou uma temporada e não teve muito sucesso. Em 2015, desembarcou na Grécia para treinar o Olympiacos, conquistando o campeonato e copa nacional, além de ter se tornado protagonista de uma grande confusão no clássico grego.

Antes do jogo contra o Panathinaikos, Vitor se dirigiu aos torcedores adversários e fez gestos obscenos, dando início a uma grande confusão. Em 2019, a Justiça de Atenas condenou o treinador a oito meses de prisão por “incitação a violência”.

Reencontros e discussão com Hulk

De 2015 até 2017, Vitor Pereira passou pelo Fenerbache, da Turquia, e 1860 Munchen, da Alemanha, não conseguindo acumular taças. Foi então que ele aterrissou em território chinês, para assumir o Shanghai SIPG, time que era comandado por André Villas-Boas, seu mentor no início de carreira.

A chegada ao futebol chinês também marcou o reencontro de Vitor Pereira com um de seus principais jogadores na época do Porto: Hulk, hoje no Atlético-MG. Ambos no entanto, tiveram um desentendimento na Liga dos Campeões Asiática.

Na derrota para o Yokohama Marinos, Vitor substituiu Hulk durante a partida. O brasileiro não gostou da alteração e discutiu com o treinador. O português se viu insultado pelo atacante, e o barrou dos últimos cinco jogos da equipe na temporada.

A passagem de Vitor no futebol chinês durou até 2020 e rendeu um título nacional, bem como da supercopa chinesa.

Na atual temporada, o português foi contratado para a sua segunda passagem no Fenerbache. No entanto, Vitor foi demitido em dezembro de 2021 após muita pressão por parte dos torcedores. Ele deixou a equipe na quinta colocação do Campeonato Turco e eliminado da Europa League.

Retrospecto do treinador Vitor Pereira

Porto (2011 até 2013) – 92 jogos – 64 vitórias – 16 empates – 12 derrotas – quatro títulos
​Al-Ahli (2013 até 2014) – 33 jogos – 15 vitórias – 10 empates – oito derrotas – 0 títulos
​Olympiacos (2015) – 27 jogos – 18 vitórias – seis empates – três derrotas – dois títulos
Fenerbache (2015 até 2016) – 61 jogos – 37 vitórias – 15 empates – nove derrotas – 0 títulos
​1860 Munchen (2017) – 20 jogos – seis vitórias – três empates – 11 derrotas – 0 títulos
Shanghai SIPG (2017 até 2020) – 117 jogos – 71 vitórias – 25 empates – 21 derrotas – dois títulos
Fenerbache (2021) – 25 jogos – 11 vitórias – sete empates – sete derrotas – 0 títulos

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Últimas Notícias:

vacina