CLDF debate soluções para superendividamento de servidores junto ao BRB
Câmara Legislativa debate a política de educação inclusiva no DF
TSE capacita influenciadores digitais para ajudar a combater fake news
México passará a exigir visto impresso no passaporte de brasileiros
Indicador antecedente de emprego cai após três altas

DF Social começa a ser pago no dia 30 de dezembro

O pagamento dos R$ 150 do DF Social começa a ser feito a partir de 30 de dezembro. Para recebê-lo, os beneficiários precisam abrir uma Conta Social Digital, pelo aplicativo BRB Mobile, até o dia 28 de dezembro, sem cobrança de tarifas. Após essa data, o pagamento vai obedecer cronograma a ser divulgado em janeiro.

Para saber se está entre os cerca de 70 mil beneficiários do novo auxílio de transferência de renda do Governo do Distrito Federal (GDF), é necessário acessar o site GDF Social a partir desta quinta-feira (23) e informar CPF e data de nascimento. Após esse procedimento, aparecerá mensagem na tela informando se a pessoa está ou não na lista.

Em caso positivo, um ícone na tela sobre a Conta Social Digital levará a pessoa para a abertura da conta – um vídeo explicativo mostrará o passo a passo para esse procedimento. Após sete dias, é preciso acessar o site GDF Social novamente para conferir quando e em qual agência do BRB o cartão estará disponível.

“Mesmo que o cartão não chegue a tempo, a família pode usar o dinheiro do benefício, pois a Conta Social Digital permite fazer PIX, saque sem cartão e transferências, sem ter que pagar taxas, além do pagamento de boletos, diretamente pelo aplicativo”, explica a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

Tudo isso pode ser feito pelo aplicativo BRB Mobile, disponível gratuitamente para download tanto nas App Store quanto na Google Play. Menores de 18 anos e estrangeiros devem procurar uma agência do BRB para abertura de conta.

Quem não estiver entre os contemplados por não cumprir algum dos critérios para a concessão do novo benefício deve agendar um atendimento no Centro de Referência de Assistência Social (Cras), pelo 156 ou pelo site.

DF Social

O DF Social integra o Plano DF Social, assinado pelo governador Ibaneis Rocha na semana passada. O pacote prevê seis benefícios – DF Social, DF Brincar, Incentiva DF, Agentes da Cidadania, Agentes de Cidadania Ambiental e DF Alfabetização – e tem o objetivo de fortalecer às famílias vulneráveis, na maioria, afetadas diretamente pelos efeitos econômicos da pandemia da covid-19.

Para pleitear a inclusão no DF Social, o cidadão precisa preencher os seguintes requisitos: estar inscrito no Cadastro Único, ter renda familiar per capita mensal igual ou inferior a meio salário mínimo, ser correntista do BRB e morar no Distrito Federal.

A atual gestão da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) optou por implementar o novo benefício totalmente operacionalizado pelo GDF, tendo como correspondente bancário o BRB. “A partir de agora, o DF tem programa de transferência de renda de caráter permanente”, diz a a secretária Mayara Rocha.

“Ou seja, o cidadão tem a certeza, em especial aqueles que vivem na extrema pobreza, de ter o seu direito garantido, independentemente de gestão ou governo. É o Estado se fazendo presente para minimizar a desigualdade social” acrescenta.

*Com informações da Agência Brasília

O post DF Social começa a ser pago no dia 30 de dezembro apareceu primeiro em Jornal de Brasília.

Fonte: R7 – Cidades

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.