Florestas plantadas no Brasil ocuparam 9,5 milhões de hectares em 2021
Desemprego cai para 8,9% em trimestre encerrado em agosto, diz IBGE
Em 2040, Brasil poderá ter carência de 235 mil professores, diz estudo
Ministério da Saúde recebe remédios para fase inicial da covid-19
Confiança de serviços subiu 1 ponto em setembro para 101,7 pontos

Covid-19: Comitê Científico recomenda fim do passaporte vacinal no Rio

Imagem: Divulgação

O Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19 (CEEC) do município do Rio de Janeiro, conhecido como Comitê Científico, recomendou que a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) suspenda temporariamente a cobrança do comprovante de vacinação contra a covid-19 para entrada em ambientes fechados.

O chamado passaporte vacinal foi instituído na cidade no dia 15 de setembro do ano passado para incentivar a vacinação contra a covid-19 e, consequentemente, diminuir a transmissão da doença.

A decisão foi tomada em reunião, na manhã da última segunda-feira (25). “A proposta foi baseada no atual panorama epidemiológico, que se mantém favorável e estável, e pode ser alterada caso haja mudança neste cenário”, diz a nota da SMS.

A secretaria informou que a recomendação será avaliada. Os parâmetros publicados em decreto em março indicavam que o passaporte deixaria de ser cobrado quando 70% da população tivesse recebido a dose de reforço da vacina contra covid-19. Porém, esse percentual está em 62,3%.

Vacinação

O Comitê também pediu que o município receba, com urgência, mais doses da vacina da Pfizer, para dar continuidade à imunização da população. Até o momento, 133.730 crianças de 5 a 11 anos ainda não foram imunizadas contra covid-19. Considerando toda a população-alvo da campanha, 92,3% das idades contempladas tomaram as duas doses ou dose única do esquema básico.

Apenas 36,4% da população com mais de 80 anos compareceu aos postos para tomar a segunda dose de reforço. O novo calendário prevê vacinar pessoas com 70 anos, ou mais, a partir da próxima quarta-feira (27), idosos com 65 anos, ou mais, a partir de 4 de maio e aqueles com 60 anos, ou mais, a partir de 11 de maio.

*Com informações da Agência Brasil

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.