Inflação para famílias de renda mais baixa cai 0,60%
IPCA tem deflação de 0,68% em julho, menor taxa da série histórica
Anvisa proíbe uso do fungicida carbendazim em produtos agrotóxicos
Caminhoneiros recebem auxílio com parcela dobrada
Estudo mostra alta da pobreza em regiões metropolitanas

Ceará arranca empate heroico contra o Bragantino pela Série A

Partida foi eletrizante

Partida foi eletrizante Lance

No começo da noite deste domingo (17), o Ceará recebeu o Bragantino e ambos protagonizaram uma partida eletrizante. O Braga abriu 2 a 0 com Helinho e Alerrandro, mas, já depois dos 45 minutos do 2° tempo, Fabrício Bruno (contra) e Gabriel Lacerda deixaram tudo igual. O resultado tirou os paulistas do G4, enquanto deixou o Vozão na 13ª posição.

Agora, as duas equipes voltam a campo no meio de semana, em partidas atrasadas da 19ª rodada do Brasileirão Série A 2021. Na quarta-feira (20), o Ceará recebe o Palmeiras, às 19h. Por outro lado, na quinta-feira (21), o Bragantino visita o Internacional, às 20h.

Os primeiros minutos na Arena Castelão foram repletos de lances ofensivos. Pelo lado do Ceará, a equipe tentou controlar a bola e tentou assustar com Vina de longe. Por outro lado, o Bragantino respondeu na mesma moeda, mas Richard, bem posicionado, defendeu a bomba de Emiliano Martínez.

Entretanto, aos 11 minutos não houve nada que o goleiro do Ceará pudesse fazer. Hurtado recebeu na entrada da área e, como um jogador de futsal, fez o pivô para Helinho bater de chapa, no canto esquerdo, para abrir o placar. Pouco depois, a arbitragem marcou pênalti para o time da casa, quando Erick simulou ter sido tocado por Luan Cândido dentro da área. Chamado pelo VAR, Wagner Magalhães mudou a decisão e o jogo seguiu 1 a 0.

​O gol fez o Ceará entrar ainda mais no jogo. Logo depois do pênalti anulado, Erick teve a chance de se redimir pela simulação ao receber de Vina dentro da área. O atacante dominou e chute cruzado para boa defesa de Cleiton.

Em contrapartida, o Bragantino teve a oportunidade de ampliar o placar em dois momentos dentro de um mesmo lance. No primeiro, Pedrinho recebeu de frente para o gol, mas Richard fechou bem o ângulo. Na sobra, a bola foi alçada, e Hurtado testou no meio. Dessa vez, o goleiro segurou firme.

​O terço final da etapa inicial mostrou um ritmo mais lento das equipes. O Ceará teve mais a bola, mas foi pouco incisivo. Enquanto isso, O Bragantino tentou administrar o tempo e se mostrou mais interessado nos contra-ataques.

Mesmo com o jogo mais fechado, os centroavantes conseguiram participar em lances de perigo. Igor alçou a bola na área, e Cléber cabeceou mal pelo lado do Ceará. Já pelo Bragantino, Hurtado tentou bater falta no ângulo, mas Richardo voou para evitar o gol e levar o 1 a 0 para o intervalo.

Ceará volta com tudo

​O intervalo mexeu ainda mais com o ímpeto da equipe da casa. Tiago Nunes colocou Lima em campo e o resultado foi imediato. Mais ofensivo, o Ceará levou perigo logo no primeiro minuto com Cléber, que chutou com estilo para boa defesa de Cleiton no canto direito.

Aos 5 minutos, Lima invadiu a área, mas bateu travado. Na sobra, Igor chutou rente à trave de Cleiton. Mais tarde, o goleiro do time paulista fez milagre após a bola se oferecer para Lima em cruzamento rasteiro. Depois, foi a vez Natan desviar arremate de Erick. A bola ainda bateu no travessão antes de sair.

​Depois da pressão nos primeiros minutos logo após o intervalo, o Ceará passou a encontrar uma defesa mais fechada e não teve os mesmos espaços. Por outro lado, ofereceu o contra-ataque para o rival, que não perdoou.

Aos 25, enquanto o time da casa reclamava de um possível pênalti, Luciano lançou Alerrandro. Richardo saiu desesperado do gol e ficou no meio do caminho. Enquanto isso, o atacante ajeitou o corpo e mandou o chute de longe. No momento de tentar fazer a defesa, o goleiro do Vozão escorregou, tocou na bola, mas viu ela morrer no fundo das redes.

​O 2 a 0 abateu o Ceará, mas depois das mexidas de Tiago Nunes, que colocou Jael e Gabriel Santos, o Vozão voltou para o jogo. O segundo mostrou logo a sua importância e, aos 45 minutos, bateu cruzado ao invadir a área e contou com desvio de Fabrício Bruno, que matou o goleiro Cleiton, deixando o placar em 2 a 1.

A pressão se fez ainda maior e, no desespero, o Vozão foi com tudo para o ataque. Em bola sobrada na frente da área, Gabriel Lacerda, o zagueiro, soltou a bomba e contou com desvio para fechar o placar em 2 a 2 e levar o Castelão à loucura.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 2 X 2 BRAGANTINO

​​​Local: Arena Castelão, em Fortaleza-CE
Data/Horário: 17 de outubro de 2021 (domingo), às 18h15
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa (RJ) e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (RJ)
Gols: Helinho (11’/1°T) (0-1), Alerrandro (24’/2°T) (0-2), Fabrício Bruno (contra, aos 45’/2°T) (1-2), Gabriel Lacerda (52’/2°T) (2-2)
Cartões amarelos: Luan Cândido, Emiliano Martínez, Hurtado, Pedrinho, Gabriel Novaes, Jadsom Silva (Bragantino), Bruno Pacheco (Ceará)

CEARÁ: Richard; Igor (Rick, aos 38’/2°T), Messias, Gabriel Lacerda e Bruno Pacheco (Kelvyn, aos 18’/2°T); Marlon (Gabriel Santos, aos 28/2°T), Fernando Sobral, Mendoza (Lima, aos 0’/2°T) e Vina; Cléber (Jael, aos 38’/2°T) e Erick. Técnico: Tiago Nunes.

BRAGANTINO: Cleiton; Aderlan, Fabrício Bruno, Natan e Luan Cândido; Jadsom Silva, Emiliano Martínez (Luciano, aos 8’/2°T), Helinho (Cristiano, aos 31’/2°T) e Cuello; Pedrinho (Gabriel Novaes, aos 14’/2°T) e Hurtado (Alerrandro, aos 14’/2°T). Técnico: Maurício Barbieri.

LEIA ABAIXO: Hulk mostra garagem com carros que ultrapassam R$ 3 milhões

Fonte: R7 – Esportes

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.