Florestas plantadas no Brasil ocuparam 9,5 milhões de hectares em 2021
Desemprego cai para 8,9% em trimestre encerrado em agosto, diz IBGE
Em 2040, Brasil poderá ter carência de 235 mil professores, diz estudo
Ministério da Saúde recebe remédios para fase inicial da covid-19
Confiança de serviços subiu 1 ponto em setembro para 101,7 pontos

Castração de cães e gatos pode ser reagendada

Agora é possível reagendar a castração de cães e gatos junto ao Instituto Brasília Ambiental, responsável pelo programa que oferece esse procedimento. Para marcar a nova data, o tutor deve entrar em contato com a própria clínica na qual estava marcada a castração.

A Unidade de Gestão de Fauna (Ufau) do Brasília Ambiental adotou essa medida com o objetivo de reduzir o alto número de faltas dos tutores nos dias e horas marcados para a cirurgia. No site da autarquia encontra-se disponível uma pesquisa sobre o tema.

Ausências

O número de faltosos foi revelado pelo sistema de controle de atendimento adotado na relação do instituto com as clínicas conveniadas. Segundo Rodrigo Santos, inicialmente as ausências se aproximavam dos 50% e diminuíram para 20% a 25% com a redução de intervalos entre as campanhas de castração. Ainda assim, esse índice de faltas é considerado alto.

Nas pesquisas, o resultado apontou como maiores motivações para as ausências um conjunto de situações fortuitas, como impossibilidade do tutor em obter dispensa no trabalho para levar o animal, algum quadro de doença ou gravidez do pet, entre outros casos.

Esse resultado levou a Ufau a pensar no reagendamento como a melhor solução. “Mas [o reagendamento] obedece a regras, não é um ´cheque em branco´ para o tutor para que ele possa ir quando quiser”, explica Rodrigo. “Exceto em casos de doença do animal comprovada, o prazo não pode exceder um mês da primeira marcação.”

Campanhas

Atualmente o Brasília Ambiental mantém convênio com quatro clínicas para o serviço de castração de cães e gatos. São instituições localizadas em Samambaia, Gama, Ceilândia e Paranoá. Este ano já foram promovidas duas campanhas de castração, uma em janeiro e outra em março. A meta do instituto é realizar mais três.

Em 2021, o Brasília Ambiental fez cinco campanhas de castração, uma dessas somente para cadelas. Ao todo, 10.330 animais foram beneficiados com a cirurgia gratuita. No último ano também foram promovidas duas campanhas de vacinação e vermifugação, que beneficiaram cerca de 2 mil animais.

*Com informações do Instituto Brasília Ambiental

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.