Primeiro turno teve diminuição de votos brancos e nulos, diz TSE
IPC-S registra inflação de 0,02% em setembro, diz FGV
Metade dos brasileiros abandonam o tratamento ainda no primeiro ano
Micro e pequenas empresas criaram mais de 70% dos empregos de agosto
Condutores de máquinas agrícolas agora devem portar registro

Botafogo consegue centralização de dívidas cíveis e tem penhoras suspensas

Lance

Lance Lance

O Botafogo teve uma importante vitória fora de campo. O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro acatou o pedido feito pelo clube na última semana e centralizou todas as dívidas cíveis do Alvinegro, suspendendo todas as execuções cíveis – conhecidas como penhoras.

A decisão foi publicada nesta quarta-feira. O Botafogo irá apresentar um Plano de Credores e vai destinar 20% de toda a sua renda para o pagamento dessas dívidas nos próximos seis anos. Dessa forma, a tendência é que todos os credores recebam, em algum momento, o dinheiro que o clube deve.

– Me dirijo à torcida gloriosa com muita satisfação. Demos um passo importantíssimo na equalização das dívidas do Botafogo. O Botafogo entrou no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro pedindo a centralização do pagamento de dívidas e a suspensão das penhoras de todas as dívidas cíveis. Foi aprovado e isso é um passo importantíssimo para aumentar a gestão do clube, a ordenação do nosso dia a dia. Estamos a passos firmes, calculados e seguros para resolver a dívida do Botafogo – comemorou Jorge Braga, CEO do Alvinegro, em entrevista à “BotafogoTV”.

O clube se baseou na “Lei do Clube-Empresa” para conseguir essa aprovação. Agora, os credores do Botafogo serão organizados em uma espécie de “fila”, ao invés de todo o valor ser cobrado de uma vez só, como em uma execução de quase R$ 50 milhões no mês passado.

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.