Drenar-GDF-300x250-GIF
Programa oferece até R$ 21 mil de crédito para empreendedores negros
Governo lança programa para reduzir filas no sistema de saúde
UNE quer construir agenda com reivindicações ao governo federal
Anvisa fará webinar sobre novas regras de reprodução humana assistida
Mercado financeiro eleva projeção da inflação de 5,74% para 5,78%

Bolsonaro reage a protestos em Nova York: ‘Meia dúzia de acéfalos’

Presidente minimizou o protesto feito por brasileiros contra ele em Nova York

Presidente minimizou o protesto feito por brasileiros contra ele em Nova York Stefan Jeremiah/Reuters

Em resposta a um protesto de brasileiros em Nova York na noite de segunda-feira (20), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) classificou o ocorrido como “meia dúzia de acéfalos” que protestaram para “delírio de parte da imprensa brasileira”.

Em vídeo publicado nas redes sociais nesta terça-feira (21), Bolsonaro aparece dizendo que as pessoas estavam fora de si. “Logicamente que a imprensa brasileira vai ver como uma manifestação enorme contra mim, o que não é verdade. Esse bando que está aqui e nem sabe o que está fazendo, podia estar em um país socialista e não nos Estados Unidos”, disse.

Ao fundo das imagens do protesto, há a voz de um integrante da comitiva do presidencial contando o número de participantes. “Há sete pessoas, sendo que cinco são da imprensa. Temos mais imprensa que manifestante”.

Durante o protesto dos brasileiros, um vídeo mostrou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, mostrando o dedo do meio para os manifestantes. Queiroga integra a comitiva que foi com o presidente para a 76ª Assembleia Geral da ONU.

Também acompanham o presidente os ministros Carlos França (Relações Exteriores), Anderson Torres (Justiça e Segurança), Joaquim Leite (Meio Ambiente), Gilson Machado (Turismo), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral) e Augusto Heleno (Segurança Institucional).

Fazem parte da comitiva escalada pelo presidente ainda o secretário especial de Assuntos Estratégicos, Flávio Rocha, o embaixador do Brasil nos EUA, Nestor Forster, o representante do Brasil junto às Nações Unidas, Ronaldo Costa, e o presidente da Caixa, Pedro Guimarães. 

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *