Drenar-GDF-300x250-GIF
Programa oferece até R$ 21 mil de crédito para empreendedores negros
Governo lança programa para reduzir filas no sistema de saúde
UNE quer construir agenda com reivindicações ao governo federal
Anvisa fará webinar sobre novas regras de reprodução humana assistida
Mercado financeiro eleva projeção da inflação de 5,74% para 5,78%

Bolsonaro: ‘Quando alguém invadir a tua casa, dá tiro de feijão nele’

O presidente Jair Bolsonaro defendeu novamente o armamento da população

O presidente Jair Bolsonaro defendeu novamente o armamento da população Paulo Lopes/AFP – 07.09.2021

O presidente Jair Bolsonaro reforçou a defesa da ampliação do armamento da população brasileira e ironizou as pessoas que o criticaram. Nesta sexta-feira (1º), ao conversar com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada, o chefe do Executivo disse que “quanto mais arma, menos violência” e que “arma é paz e a certeza de que você pode sair e voltar com a sua vida”.

“Vocês sabiam que Santa Catarina é o estado que tem menor percentual de mortos por 1 milhão de habitantes e é o mais armado? Quanto mais arma, menos violência. O Lula acabou de dizer que ele vai desarmar o povo. Inclusive, a esquerda fala que a gente não come arma, come feijão. Quando alguém invadir a tua casa, dá tiro de feijão nele”, declarou Bolsonaro.

A ampliação da posse e do porte de armas no país é uma das bandeiras defendidas pelo presidente desde que ele assumiu o Palácio do Planalto.

Em agosto, por exemplo, ele disse que “tem que todo mundo comprar fuzil”.  “O povo armado jamais será escravizado. Sei que custa caro. Tem um idiota lá [que diz]: ‘Tem que comprar é feijão’. Cara, se não quer comprar fuzil, não enche o saco de quem quer comprar”, reclamou na ocasião.

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *