728x90 - Saúde (1)
Inscrições do Encceja 2023 estão abertas até dia 2 de junho
Casos prováveis de dengue têm redução de 65,6% no Distrito Federal
Prorrogada inscrição para eleição de conselheiros tutelares
Inscrições para segunda edição do Sisu 2023 começam em 19 de junho
Pesquisa mostra 5,2 milhões de jovens entre 14 e 24 anos sem emprego

Bolsonaro embarca para a Itália, onde participará de reunião do G20

Presidente transmitiu o cargo ao vice, Hamilton Mourão, temporariamente

Presidente transmitiu o cargo ao vice, Hamilton Mourão, temporariamente Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) embarcou para a Itália na noite desta quinta-feira. O chefe do Executivo ficará no país europeu até 3 de novembro, onde participará da reunião de cúpula do G20 – grupo que reúne os 19 países mais ricos do mundo mais a União Europeia –, em Roma.

Durante o encontro, que vai ocorrer nos dias 30 e 31 de outubro, o governo brasileiro vai tratar de temas nas áreas de saúde, comércio, clima, meio ambiente e inclusão social.

O Executivo fez uma lista com 12 assuntos prioritários, entre eles o acesso de países em desenvolvimento a vacinas contra a Covid-19 e a diversificação da capacidade de produção de vacinas para atender as nações mais pobres.

Além disso, a comitiva presidencial deve abordar o debate sobre como acelerar a produção energética por meio de bioenergia e outras fontes renováveis.

Neste ano, o G20 está sob a presidência do governo italiano, e, na área política, os líderes vão debater sobre 13 temas: relações exteriores, desenvolvimento, comércio e investimento, agricultura, saúde, clima e energia, meio ambiente, pesquisa, tecnologia e inovação, economia digital, trabalho e emprego, turismo e cultura.

Homenagem

Bolsonaro vai aproveitar a visita à Itália para receber o título de cidadão honorário de Anguillara Veneta, cidade de origem de sua família, que fica na província de Pádua, no nordeste do país.

O título partiu de um pedido da prefeita da cidade, Alessandra Buoso, e foi aprovado na Câmara Municipal. Foram nove votos favoráveis à entrega do título e quatro contrários.

Segundo o governo federal, ainda em Pádua, Bolsonaro deve participar de uma cerimônia em memória dos pracinhas brasileiros que faleceram na Segunda Guerra Mundial.

Fonte: R7 – Brasília

Compartilhe este conteúdo!

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *