Uso de máscara volta a ser obrigatório no transporte público de SP
Entregues mais 704 apartamentos no Itapoã Parque
Câncer do colo do útero acomete mais mulheres negras, revela estudo
Chuteira e uniformes a postos! Vem aí a 2ª edição da Copa Lotus
Candidatos a programas habitacionais precisam enviar documentação

Alec Baldwin pede arquivamento de processo por tiro que matou diretora em set de Rust

A ação judicial foi movida pela supervisora de roteiro do filme, que afirma que o ator intencionalmente engatilhou e disparou a arma

Os advogados de Alec Baldwin pediram o arquivamento do processo judicial movido por Mamie Mitchell, supervisora de roteiro de Rust. Na ação, a profissional acusa o ator de intencionalmente engatilhar e disparar a arma responsável por matar Halyna Hutchins no set de filmagens do filme. 

Segundo Mamie, em outra ocasião, Alec chegou a sugerir que eles brincassem de roleta russa com a arma. Já no momento do acidente, a profissional afirma que o tiro disparado por Alec não estava no roteiro. 

Em documentos obtidos pelo Daily Mirror, os advogados de Baldwin contra-atacaram dizendo que não há provas de que o ator ou qualquer um dos produtores tiveram a intenção de provocar a tragédia. 

Apesar da tentativa da autora de rotular as reinvindicações como internacionais, nada nas alegações da autora sugere que algum dos réus cometeu intencionalmente conduto prejudicial

Em entrevista para a ABC News, o ator chegou a afirmar que não puxou o gatilho. 

Abaixo, acompanhe o que se sabe sobre a tragédia que matou a diretora

Baldwin está deixando sua esposa, Hilaria Baldwin, preocupada desde o acidente no set de filmagens do filme Rust que acabou matando Halyna. Segundo fontes contaram à People, o ator não tem conseguido dormir por conta do ocorrido. -Ele não está dormindo nada e está sendo assombrado pela morte de Halyna. Alec está sofrendo, porque ele claramente entende que as coisas são ainda piores para a família de Halyna. Ele não quer simpatia de ninguém. Não quer que isso seja sobre ele. Ele só quer ajudar o marido e filho da Halyna o máximo que puder.A tragédia envolvendo Alec Baldwin aconteceu no dia 21 de outubro de 2021 e ganhou repercussão mundial. Durante as gravações do filme Rush, que aconteciam em Novo México, nos Estados Unidos, o ator disparou acidentalmente uma arma que estava sendo usada em cena e acabou atingindo o diretor Joel Souza, e a diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos de idade. Segundo o depoimento de Souza, o astro estava ensaiando a cena com o revólver apontado para a câmera quando disparou. No momento do acidente, Joel e Halyna estavam arrumando o ângulo e Alec sentando em um banco de madeira voltado para a equipe. Quando a dupla percebeu uma sombra indesejada, os diretores pediram para reposicionarem os equipamentos e chamarem Baldwin. De acordo com a revista norte-americana Variety, Joel disse aos investigadores que ouviu um chicote e depois um estalo alto. O operador de câmera Reid Russel também foi ouvido pelos policiais e lembrou que após ser atingida, Halyna gritou que não estava conseguindo sentir as pernas enquanto sangrava no chão. Joel depois se lembrou vagamente de Hutchins se queixando do estômago e apertando o tronco. Joel também disse que ela começou a tropeçar para trás e que foi ajudada a se deitar, informou a declaração.Logo depois de passar uma temporada com a família em Vermont para se recuperar da tragédia que aconteceu no set de gravação do filme Rust, Alec Baldwin voltou para Nova York. No dia 9 de novembro, ele foi visto com a esposa, Hilaria Baldwin, e o filho mais novo, Eduardo, andando pelas ruas da cidade que nunca dorme. Recentemente, o astro passou por um choque e tanto ao matar acidentalmente a diretora de fotografia Halyna Hutchins por conta de uma cena com armas. A seguir, confira tudo que se sabe sobre o caso até o momento.Uma semana depois de matar acidentalmente a diretora de fotografia, Alec foi visto com os seis filhos na cidade de New England, nos Estados Unidos. Visivelmente abalado, o astro carregava sacolas enquanto estava acompanhado da esposa Hilaria e a babá das crianças. Badwin tem cooperado com a investigação policial e mantido contato com a família de Hutchins. De forma discreta, o ator compartilhou no Twitter uma notícia publicada pelo New York Times que relata que Dave Halls, diretor-assistente de Rust, afirmou à polícia que não checou o revólver para ver se era uma arma fria.Vale lembrar que, de acordo com as informações presentes em um pedido de busca e apreensão, Alec recebeu a arma do assistente de direção que o informou que era segura antes do disparo. Segundo o documento judicial, o diretor assistente Dave Halls não sabia da munição. Além do objeto levado para a polícia como prova, a roupa que Baldwin usava, suja de sangue, também foi levada para a delegacia.A responsável pelas armas era a especialista Hannah Gutierrez-Reed, que tem uma fama e tanto no mundo hollywoodiano. Segundo o site TMZ, no passado, a armeira esteve envolvida na morte de um amigo próximo e chegou a pagar uma indenização de 50 mil dólares, cerca de 250 mil reais, para a família do rapaz, a fim de evitar um processo. O caso aconteceu em agosto de 2020. Hannah, o namorado e a vítima estavam em uma festa, quando os dois jovens decidiram dar uma volta de moto. Como estavam alcoolizados, acabaram se envolvendo em um grave acidente que causou a morte do amigo do casal. Hannah foi envolvida na história por ter emprestado sua moto para o namorado, que já tinha sido preso antes por dirigir embriagado.Recentemente o ator também compartilhou em seu Instagram mensagens de uma funcionária da produção, Terese Magpale Davis, que relatava as condições de trabalho vividas por ela e colegas. Em um dos trechos, ela escreve: Estou farta dessa narrativa. Trabalhei nesse filme. A história sobre nós sendo sobrecarregados e cercados por condições inseguras e caóticas é besteira. Nunca trabalhamos mais do que 12,5 horas por dia de filmagem. Isso foi uma vez. Na maioria dos dias tínhamos menos de 12 horas. No dia em que Halyna morreu, nós tínhamos saído de um dia de filmagem de 11 horas. Ninguém estava muito cansado para fazer seus trabalhos. Tudo isso pode ser comprovado por planilhas de ponto diárias. Terese também desmente a história contada anteriormente de que os funcionários não tinham hotéis para ficar: A equipe de câmera tinha hotéis. Eles só não achavam que os locais eram chiques o bastante. Eles eram seguros. Você não pode me dizer que seis grandes homens se sentiam inseguros em seus hotéis mas achavam seguro dormir em seus carros - o que nunca aconteceu, como também foi alegado.A filha mais velha de Alec Baldwin revelou que vem recebendo ameaças nas redes sociais desde que o pai matou acidentalmente Halyna no set de filmagem. No Instagram, Ireland Baldwin falou sobre as ameaças: Em meio aos comentários, emails, mensagens e áudios estúpidos que tenho recebido com ameaças… Esse lindo comentário se destaca. Eu conheço o meu pai e vocês não. Eu te amo, papai. Junto com a fala dela, o post contava com a imagem do comentário de um seguidor que chegou a trabalhar com o ator. Há um milhão de anos trabalhei no escritório em Toronto da produtora responsável por Thomas e Seus Amigos. Lidei com algumas celebridades bem idiotas na minha época, mas seu pai NÃO era assim. Ele só queria ter certeza que tinha leite e cereal no quarto de hotel dele enquanto a filha visitava. Ele era assim. O tempo todo. Sempre vou me lembrar disso, declarou o seguidor. Fonte: R7 – Pop

Compartilhe este conteúdo!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *